A busca por alta performance leva as pessoas a se focarem nas ferramentas em vez do que realmente interessa. Querem comprar relógios especiais, cafés amanteigados, livros milagrosos, e tudo mais que é inventado prometendo ser a ferramenta final para ter mais resultados na vida.

Mas, francamente, produtividade não está nas coisas. Está nas suas atitudes.

Ferramentas de apoio só servem para quem já está conseguindo um bom resultado por si mesmo e precisa de um auxílio para ir além. Se você é um corredor, um tênis de última geração pode ajudar bastante, mas se você está tentando desenvolver o hábito de correr, não é o tênis que irá criar o hábito em você. Ele pode até servir como motivador, no máximo. Tornar-se um corredor é questão de prática diária, e há quem comece isso com um tênis velho que estava empoeirando no armário. Hábito não se compra. Não se cria com um momento de inspiração mágico. Hábito é prática, persistência e determinação.

Então se você quer ser uma pessoa mais produtiva, antes de sair buscando mil técnicas, produtos e livros para lhe auxiliar, foque-se no principal.

Siga esses três passos básicos e essenciais:

Anote o que você precisa fazer.

Divida uma hora para cada atividade e siga à risca, o melhor que puder.

Adapte-se. Aconteceu um imprevisto? Resolva-o e volte à sua rotina produtiva. Não deixe os altos e baixos fazerem você sair do controle.

Não há milagres. Produtividade é, antes de tudo, sobre saber controlar o que você faz.

Domine esses passos e você estará apto a seguir as dicas mais complexas, técnicas milagrosas e o que mais quiser.

Crie o hábito antes de partir para o nível avançado.

Então me diga, você está tomando as atitudes certas para uma vida mais produtiva? Está se focando no que realmente interessa?

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *